top of page

Dicas para melhorar seu intestino preso

Atualizado: 5 de jun. de 2023

Distúrbio caracterizado pela dificuldade persistente para evacuar. Qualquer desvio ou mudança de rotina pode acabar resultando em alteração do hábito intestinal.

Alguns fatores influenciam na rotina e a frequência de evacuação varia de pessoa para pessoa, especialistas afirmam que o ideal é ir ao banheiro uma vez ao dia, porém, ainda é normal ir 3 vezes por semana, devido as variações.


Sintomas:


  • Número reduzido de evacuações

  • Dificuldade em eliminar as fezes que se apresentam ressecadas, duras e pouco volumosas

  • Sensação de esvaziamento incompleto do intestino

Quem sofre frequentemente de constipação também reclama de estufamento, pressão retal, desconforto, gases, distensão abdominal, irritabilidade.


O maior erro é ingerir uma grande quantidade de fibras, quando seu corpo não está habituado a isto, podendo causar alguns efeitos colaterais, como gases. Também devemos evitar laxantes estimulantes, como óleo mineral, Bisacodil etc. Um supositório, um enema, são melhores opções caso a constipação se acentue.


A complicação mais comum do intestino preso é o fecaloma, a tendência é ele aparecer em pessoas com dificuldade de locomoção, como idosos, cadeirantes, acamados. O fecaloma é uma massa compacta de fezes endurecidas que se deposita no reto ou cólon-sigmoide, interrompendo o trânsito intestinal.


O que pode desencadear a prisão de ventre?

  • Baixa ingestão de água

  • Sedentarismo

  • Consumo excessivo de proteínas de origem animal

  • Consumo de produtos industrializados e pobre em fibras

  • Adiar por muitas vezes e longos períodos a vontade de ir ao banheiro

  • Alterações hormonais;esse, ansiedade e depressão

  • Alterações hormonais

  • Síndrome do intestino irritável

  • Uso excessivo de medicamentos e laxantes


Algumas doenças também podem desencadear a constipação, como:

  • Distúrbios da tireoide

  • Diabetes

  • Câncer de cólon e de reto

  • Diverticulite

  • Hemorroidas


Prevenção e tratamento:


A constipação pode ser prevenida com a mudança de certos hábitos de vida, como consumir mais água, comer alimentos ricos em fibra, praticar atividades físicas, controlar níveis de estresse e ansiedade, mastigar bem os alimentos e respeitar sempre a vontade natural de evacuar.


Porém, depois de instalado, o problema pode exigir certos tratamentos complementares, como o uso de probióticos, laxantes naturais, suplementação nutricional.


O que é bom para soltar o intestino preso?


  • Beber água com limão ao acordar – estimulação dos movimentos naturais do intestino

  • Mastigar bem os alimentos – quando mastigamos devagar, o cérebro envia estímulos para o intestino, estimulando os movimentos intestinais

  • Manter uma alimentação saudável e variada – melhor quando priorizados alimentos ricos em fibras, como cereais integrais, frutas, legumes, verduras

  • Praticar exercícios físicos regularmente – com os músculos da barriga mais fortalecidos, se aumenta a pressão feita no intestino, o estimulando a se movimentar

  • Estabelecer um horário para evacuar – é importante ir ao banheiro sempre na mesma hora, para educar o intestino

  • Beber chás laxantes – chás naturais como o de sene, ameixa seca, cáscara sagrada ajudam a hidratar as fezes, também contém substâncias que estimulam os movimentos intestinais


Você também pode incluir alimentos laxantes na sua dieta, como:


  • Vegetais folhosos – alface, acelga, repolho, rúcula etc. (de preferência crus)

  • Leguminosas – feijão, lentilha, ervilha, grão-de-bico (cuidar caso haja excesso de flatulência)

  • Cereais – farelo de trigo, aveia, farelo de aveia, linhaça, chia

  • Alimentos integrais - arroz, pães, torradas, biscoitos

  • Legumes – tomate, berinjela, beterraba, pepino etc. (de preferência com casca)

  • Para temperar saladas utilize alho, cebola, ervas naturais, azeite, limão


0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


WhatsApp
bottom of page