top of page

Conheça a importância dos probióticos

Atualizado: 2 de ago. de 2023


Nós somos 10 vezes mais bactérias do que humanos. As bifidobactérias e lactobacilos se localizam na pele, na boca, intestino delgado, mas fundamentalmente no intestino grosso.


Quanto mais integra a membrana intestinal for, maior será a saúde do organismo. Essa é apenas uma das funções dessas bactérias, além de combater as bactérias que causam doenças e auxiliar na digestão e absorção dos alimentos.


Os lactobacilos defendem o intestino, enquanto os germes patológicos são muito mais fortes e além de os destruírem facilmente, ainda atacam e destroem a membrana do intestino.


O resultado de tudo isso vai depender da quantidade de lactobacilos e germes que existem de cada lado, se estão bem alimentados ou não. Os germes entram naturalmente pelos alimentos, respiração, mãos sujas, por contato com objetos etc. A nossa boca é uma fonte importante desses germes e nossos dentes e gengivas também são fortes criadores. Se você tiver gengivite, tártaro, dentes estragados, você ingerirá diariamente bilhões de germes. Já os lactobacilos só entram no nosso organismo através dos probióticos.



O que são probióticos?

Probióticos podem ser definidos como organismos vivos que quando administrados em quantidades adequadas, trazem benefícios à saúde do hospedeiro.


Como aumentamos a ingestão de lactobacilos?

Ingerindo alimentos fermentados, como o kefir de leite. Também existem outros como iogurte, kombucha, kefir de água, leite fermentado, queijo, coalhada, chucrute, missô. Podemos ingeri-los diariamente, sem limite para ingestão. O Kefir de leite devemos tomar pelo menos um copo todos os dias, mas também podemos tomar um litro ou mais. Ele contém mais lactobacilos que o kefir de água ou a kombucha.

Também podemos ingerir os lactobacilos através de cápsulas ou pó liofilizados. O mais indicado é a suplementação de 8 bilhões de cepas, divididas em nove tipos diferentes de lactobacilos.


Quando é necessário tomar probióticos?

Quando fazemos o uso prolongado de antibióticos, passamos por períodos de estresse ou quando temos uma alimentação pouco saudável.


Quando comemos doce ou carboidratos refinados, ocorre um aumento da inflamação intestinal, propiciando assim um ambiente que favorece os germes ruins.

A ingestão de glúten é outro exemplo de situação que altera o equilíbrio da flora intestinal, pois além de alimentar os germes ruins, ataca a parede intestinal, liberando uma enzima chamada zonulina, que abre espaços na parede do intestino, assim fazendo com que haja o aumento da permeabilidade, permitindo a entrada de germes patogênicos, metais pesados e corpos estranhos para dentro do organismo, aumentando a inflamação geral do corpo e os processos alérgicos.


Qual a diferença entre prebiótico e probiótico?

Prebióticos são componentes alimentares não-digeríveis que beneficiam o hospedeiro pelo estímulo da proliferação ou atividades de populações de bactérias desejáveis no cólon.


Probióticos são microrganismos vivos capazes de melhorar o equilíbrio microbiano intestinal, trazendo benefícios à saúde do indivíduo.





0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page